10 dicas para fazer uma reforma de sucesso

Avalie

Você já tentou pintar a parede, comprar um sofá novo, trocar a cortina e, mesmo assim, ainda não está feliz com o “jeitão” da sua casa? Então, talvez, tenha chegado a hora de mexer nas estruturas e encarar uma transformação de verdade. Mas como reformar não é coisa fácil, o engenheiro Renato Pellegrinelli preparou dicas essenciais para ajudar você nesta empreitada.

1.Primeiro passo

Com uma régua, faça um desenho em escala, onde cada centímetro corresponda a um metro. Tente retratar fielmente as condições físicas do imóvel, como a localização dos quartos, banheiros, cozinha, entre outros cômodos.

2.Planejamento

Com o desenho da planta baixa pronta, defina onde os móveis e eletrodomésticos vão ficar. Desta forma, você terá uma ideia da disposição das peças nos ambientes na situação atual, e o que pode ser modificado estruturalmente durante a reforma.

Objetos de construção

Thinkstock/Getty Images

3. Palavra de quem entende

Antes de qualquer mudança, é sempre bom consultar um profissional da área, como um engenheiro ou um arquiteto. Só eles podem autorizar a remoção de qualquer parede ou outro elemento de sustentação, como vigas, pilares e lajes.

4. Redesenhe

Com o parecer do profissional, refaça a planta baixa com as remoções e construções das novas paredes ou pavimentos, sempre seguindo a escala. Aproveite e realoque os móveis para saber se as alterações atendem aos objetivos previstos.

5.Economia

Definidas essas etapas, chegou a hora de escolher os materiais para a reforma. Lembre-se que nem sempre o barato é o mais conveniente, por isso, pese os prós e contras de cada material e faça um balanço.

6. Sem desperdício

Para evitar cortes desnecessários nas peças de cerâmica, é interessante que as medidas dos ambientes, onde as paredes e pisos serão revestidos com esse material, sejam múltiplos de 15, 20 ou 30cm.

7. Mão de obra

A escolha de pedreiros, pintores e outros servidores deve ser bastante cuidadosa. Peça sempre referências e entre em contato com os clientes anteriores. Além de apresentar um bom serviço, é muito importante que esses profissionais sejam de extrema confiança, afinal de contas, eles vão participar do seu dia a dia durante um bom tempo.

8. Mudanças

O ideal é que a casa esteja desocupada durante a reforma, mas se isto não for possível, é recomendável deixar sempre os ambientes abertos e arejados para evitar qualquer tipo de intoxicação. Também é indicado reformar a casa por etapas, ou seja, cômodo por cômodo.

9. Subindo!

Se sua casa tiver apenas o pavimento térreo e você desejar subir um andar, consulte os órgãos competentes e analise, com um profissional, os pilares e as vigas que irão suportar a nova estrutura. Além disso, lembre-se que existem diferentes tipos de laje. A laje de forro, por exemplo, não suporta peso como a laje de piso.

10. Pequenos espaços

Para ambientes de tamanhos reduzidos, prefira tintas com cores claras, que aumentam visualmente os espaços e proporcionam uma sensação de bem-estar. Em alguns casos, uma parede com um tom mais escuro ajuda a dar profundidade no ambiente.

 

Texto: Felipe Ohno

Tags:

Mais lidas