Tudo sobre osteoporose

Avalie

A osteoporose é uma doença silenciosa que já atinge 10 milhões de pessoas no Brasil, segundo o Conselho Regional de Medicina da Paraíba, CRM-PB. As estatísticas apontam ainda que uma em cada três mulheres e um em cada cinco homens terão uma fratura relacionada à doença depois de atingir os 50 anos. Por isso, a Guia Astral conversou com a ortopedista e traumatologista Anna Carolina Passos Waknin para entender a doença.

O que é?

A osteoporose é uma doença que causa a diminuição da massa óssea, levando ao enfraquecimento dos ossos e, consequentemente, elevando o risco de fraturas, explica a médica. Isso acontece porque o osso para de se recompor na mesma velocidade que o faz durante a juventude: “o corpo passa a absorver mais osso do que produzir ou então não produz o suficiente”, explica.

Como se prevenir ainda na juventude?

“A prevenção deve ser feita desde a infância, adquirindo hábitos de vida saudáveis com a prática de exercícios físicos regularmente, dieta balanceada, evitando na fase adulta consumo de álcool e cafeína em excesso e o tabagismo”, recomenda.

mulher e médico

Foto: Thinkstock/Getty Images

Por que as mulheres são mais atingidas?

Enquanto ainda menstrua, a mulher produz uma quantidade elevada de estrogênio, um hormônio que reduz a perda da massa óssea e responsável pela fixação do cálcio nos ossos. Já durante e após a menopausa, o corpo deixa de produzir tamanha quantidade de estrogênio, podendo facilitar a osteoporose.

Qual a causa?

São muitos os fatores que podem atrapalhar a recomposição dos ossos: mulheres durante a menopausa, pessoas com deficiência de cálcio, homens com baixa produção de testosterona e usuários de medicações como glicocorticoides, anticonvulsivantes, hormônios tireoideanos, anticoagulantes (heparina, warfarina) estão entre os grupos de risco. Por isso, a necessidade de fazer um exame chamado densitometria óssea em idosos, mulheres a partir da menopausa e pessoas que tiveram fraturas em um trauma de “baixa energia” ou tenham doenças como síndrome de Cushing, hiperparatireoidismo primário ou terciário, hipertireoidismo, acromegalia, mieloma múltiplo, doenças renais, doenças inflamatórias intestinais, doença celíaca, pós-gastrectomia, homocistinúria, hemocromatose e doenças reumáticas.

Como detectá-la?

A médica explica que a osteoporose é silenciosa e se apresenta por meio de fraturas que geralmente se localizam no punho, fêmur, colo de fêmur e coluna. Outros sintomas podem ser: dor ou sensibilidade óssea, diminuição de estatura com o passar do tempo, dor na região lombar devido a fraturas dos ossos da coluna vertebral, dor no pescoço devido a fraturas dos ossos da coluna vertebral e postura encurvada.

Como é o tratamento?

O tratamento vai depender do estágio da doença e busca diminuir os sintomas e incidência de fraturas, explica a traumatologista.

Consultoria: Dra. Anna Carolina Passos Waknin é Ortopedista e Traumatologista, da Fluyr Saudável – Clínica de Combate à Dor.

Mais lidas