Relembre os participantes mais polêmicos do BBB

Avalie

No início dos anos 2000 começou a febre dos realities shows, quando o Big Brother, diretamente da Holanda, chegou ao Brasil. Os que sonhavam com a fama mal sabiam, mas estavam a passos da chance de se tornarem famosos.

De início, a casa do reality abrigava 37 câmeras e 60 microfones, que eram responsáveis por vigiar 24horas por dia todos os Brothers em confinamento. Em busca da grana que levariam pra casa, os participantes usaram diversas táticas para conquistar o primeiro lugar, tornando-se, alguns, muito polêmicos. Confira os que mais chamaram atenção na galeria!

Edição 10: Serginho

Foto: Frederico Rozario/Divulgação TV Globo

O participante mais polêmico da décima edição foi Serginho. Homossexual assumido, o brother fez questão de defender suas opiniões e arrancar muitas risadas com seu jeito descontraído de ser. Serginho protagonizou, também, algumas discussões com outros Brothers sobre homossexualidade e preconceito.

Edição 4: Solange

Foto: Renato Rocha Miranda/Divulgação TV Globo

Quem não lembra da versão de “We Are The World” da Solange? “ Iarnuooou iarnistilveee” !! A divertidíssima ex-frentista marcou sua passagem pelo BBB com suas cantorias e erros de português. Mesmo hoje, anos depois, Solange ainda não conseguiu mudar sua imagem com o público.

Edição 2: Tina

Foto: Jaq Joner/Divulgação TV Globo

Apesar de ter ficado no reality por apenas duas semanas, a sister Tina deu o que falar com suas atitudes e exigiu muuuuita paciência por parte dos companheiros de confinamento. Ao sentir falta de um boné, a sister revirou todo o quarto, atirando roupas e objetos pessoais dos outros participantes no chão. Descontentes, os homens da casa descontaram a raiva jogando as malas da menina dentro da piscina.

 

Edição 8: Marcelo

Foto: Kiko Cabral/Divulgação TV Globo 

O psiquiatra Marcelo Arantes marcou a edição oito do reality por sua mania de analisar e julgar as atitudes dos Brothers e dar opiniões cheias de ironia. O jeitão de Marcelo irritava os outros participantes e deixava um clima de desgosto no ar. Apesar de ter revelado sua homossexualidade nas primeiras semanas, o brother deixava claro seu interesse pela sister Gyselle Soares.

Edição 5: Marielza

Foto: Divulgação TV Globo

A dona de casa de 54 anos, Marielza, foi a responsável pela maior polêmica do Big Brother Brasil 5. Com apenas dez dias de confinamento, a sister sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) durante um banho na banheira de hidromassagem da casa. Marielza recebeu socorro e foi substituída pela carioca Aline.

Edição 9: Ana Carolina

Foto: Fabrício Mota/Divulgação TV Globo

A edição de número nove do reality show foi marcada por muito ciúme e confusão entre os casais. Porém, se existe uma pessoa que esteve envolvida em quase todos os barracos, essa pessoa é Ana Carolina. Individualista, a sister brigou por tudo e com todos que pôde, causando grande descontentamento por parte dos colegas.

Edição 11: Ariadna

Foto: Frederico Rozario/Divulgação TV Globo

A passagem da sister Ariadna pelo Big Brother foi cercada por dúvidas: seria a participante uma transexual!? A revelação surgiu pela boca da própria cabeleireira, que assumiu ser transexual durante o programa, causando grande polêmica dentro e fora da casa. Ainda assim, Ariadna deixou claro que se sente orgulhosa de ter sido a primeira na história do Big Brother.

Edição 6: Daniel

Foto: Kiko Cabral/Divulgação TV Globo

A polêmica da sexta edição do BBB ficou por conta de Daniel Saullo. Daniel e Mariana, ambos modelos, já se conheciam fora do confinamento, quando a sister teria se apaixonado pelo brother. Os dois viveram um breve romance, que foi rompido por Daniel. Poucos dias depois, ele trocou beijos com Roberta na frente da ex, que assistiu a cena aos prantos. Após o fim do reality, Mariana e Daniel reataram o namoro e estão juntos até hoje.

Edição 3: Dhomini

Foto: Jaq Joner/Divulgação TV Globo

O vencedor da terceira edição, Dhomini, não escapou de escândalos durante sua estadia na casa. Com o sorriso de sempre no rosto e um jeito todo carinhoso de tratar as pessoas, o brother protagonizou um dos momentos mais tensos da temporada. Em um paredão, Dhomini indicou a sister Andrea, que não gostou da atitude do companheiro já que ele teria dito que não votaria nela. Em justificativa, Dhomini foi claro explicando que havia dito que não gostaria de votar nela, e não que não votaria.

Edição 12: Laisa

Foto: Frederico Rozario/Divulgação TV Globo

A última edição do reality foi palco de Laisa, a “dona do jogo”, como era conhecida pelos participantes. Sua trajetória dentro do programa foi marcada pela sua personalidade forte e seu jeito espontâneo de ser. A sister se envolveu com o brother Yuri, com quem teve um relacionamento bem conturbado. Além disso, diversas brigas envolvendo outros participantes fizeram com que ela fosse odiada dentro da casa.

Edição 1: Leka

Foto: Jaq Joner/Divulgação TV Globo

Na primeira edição do programa, quem chamou atenção foi Alessandra. Vaidosa, a sister não podia ver um espelho que parava para se ajeitar. Dona de um corpo de dar inveja, Leka levou à tona um assunto que na época era pouco discutido: a bulimia. Depois de todas as refeições, se trancava no banheiro e forçava o vômito por medo de engordar. Além do distúrbio alimentar, Leka esbanjou sensualidade em danças e provocações com os Brothers da casa.

Edição 7: Diego Alemão

Foto: Kiko Cabral/Divulgação TV Globo

Loiro de olhos verdes, Diego Alemão foi responsável pelo triângulo amoroso mais famoso da história do Big Brother: ele, Íris Stefanelli e Fani. Alemão ficou com Fani em uma das primeiras festas da edição, mas logo depois se apaixonou por Íris. Os três, porém, se tornaram grandes amigos e aliados dentro da casa.

 

Mais lidas