Licença-maternidade: como voltar ao trabalho

Avalie

Culpa, medo de não dar conta, sentir-se sozinha, aflição, dúvida… essas sensações trocam de lugar a todo momento na cabeça das mães que se aproximam do fim da licença-maternidade. Hoje, a ex-BBB Jaque Khury compartilhou o momento com seus seguidores do Instagram ao postar uma foto do filho com a legenda: “Saí de casa chorando de saudades… Não trouxe ele no trabalho… mas logo já estarei em casa #Gael”.

Mas será que dá para se preparar para esse momento?

Pense nisso o quanto antes

Ninguém quer pensar no momento da separação do bebê, mas se preparar é a melhor maneira de evitar sofrimento explica a psicóloga Alessia Leone do Instituto Nascer. Para isso, ela recomenda conversar com outras mães para tirar dúvidas, procurar alguém de confiança para ficar com a criança quando a mãe não estiver em casa, conversar com o pediatra sobre a amamentação, enfim, planejar e organizar uma nova rotina para si e para o filho.

Como o pai pode ajudar?

Além de ajudar a mãe nessa organização, é importante que o pai saiba oferecer apoio nesse momento difícil, indica Alessia. “Conversar bastante, saber ouvir, dar base, segurança e buscar construir uma estrutura para esse momento fazem toda a diferença”, explica.

Como se adaptar ao trabalho?

Ela explica que esta é uma boa fase para repensar a carreira. Para quem tem essa possibilidade, começar trabalhando meio período, buscar uma atividade com a qual a mãe se identifica pode facilitar essa transição. É importante “sentir prazer com o trabalho”, explica. A preocupação durante o expediente é natural, mas esta “é uma dor que passa”, afirma a psicóloga.

Mais lidas