Dicas Plus Size para usar as tendências da moda

Avalie

Quem está alguns quilos acima do peso fica em dúvida se pode ou não usar aquela tendência que todas as fashionistas estão apostando. A resposta é sim! Mas é preciso saber como combinar as tendências com o seu tipo de corpo. Assim, é possível ficar elegante ao mesmo tempo em que você mostra que está antenada no mundo da moda.

Veja as dicas das consultoras de moda e imagem Aline Creste e Milla Mathias e acerte no look.

 

modelo-plus-size

Foto: Shutterstock Images/ Divulgação

 

Roupas claras

– Aposte nas sobreposições quando escolher um look claro por inteiro. Um vestido com um blazer ou casaquinho por cima, por exemplo, é extremamente elegante.

– Opte por vestidos mais soltos, porém com bom corte e estruturados. Complemente o look com um cinto médio ou fino. Eles ajudam a afinar a silhueta.

– Se escolher usar saias, prefira as rodadas, que não marcam gordurinhas ou celulites.

– Outra opção para usar um look todo branco sem medo é optar pelo combo calça de alfaiataria + camisa branca. Sem erros!

Evite: peças muito transparentes.

 

Renda

– Sais, blusas e vestidos com renda também podem ser usados pelas mais cheinhas. Mas fuja de peças inteiras de renda. Prefira aquelas em que ela aparece nos detalhes como mangas, decotes ou barras. E evite misturar peças rendadas para ficar mais discreto.

– Aproveite para inovar na cor das peças rendadas. Aposte em tons terrosos, preto, azul-marinho, vinho e nude.

Evite: peças muito chamativas.

 

Estampas

– É possível apostar em estampas sem errar no look. As estampas com fundo escuro e desenhos pequenos criam a sensação de menos volume no corpo, ou seja, faz a mulher parecer mais magra. Mas não escolha peças justas demais, ok?!

– Se a peça escolhida não for um vestido, combine-a com outras de cores neutras como bege, marrom, cinza, branco e preto. Combinar blusas estampadas com calças jeans também é uma forma de acertar sempre. A versatilidade do jeans permite que você ouse nos acessórios, com um sapato colorido, por exemplo.

– Se optar por um vestido, usar um cinto ajuda a valorizar mais suas curvas. O cinto fino é o mais indicado. Mas não aperte demais e coloque-o bem na região da cintura.

– Blusas e vestidos estampados ajudam a deixar a silhueta mais harmônica. Invista!

Evite: – mistura de estampas e cores muito pesadas na estampa xadrez.

 

Terninho

– O clássico terninho preto é um curinga básico em todo guarda-roupa. Além de não marcar o corpo, ele dá a sensação de uma silhueta mais enxuta. Para variar o preto, as cores chumbo e azul-marinho podem servir como alternativas.

– O blazer do terninho deve ser acinturado e com o comprimento na altura do quadril. O corte e tamanhos corretos ajudam a diminuir o volume nessa região do corpo.

– A peça embaixo do blazer deve ser justa (mas não apertada). Evite peças com babados ou volume excessivo.

– Uma forma de variar o look sério é combinando o blazer com outras peças como calça jeans, saia lápis ou short de alfaiataria.

– Aposte nos acessórios. Um colar mais comprido com o blazer aberto alonga o tronco e ajuda a dar a sensação de que mulher está mais magra.

Evite: cores tristes e maquiagem muito pesada.

 

Calça

– Três tipos de calças caem melhor no corpo: as de corte reto, as boca de sino e as com barra ajustada. É possível variar entre esses três modelos sem medo.

– A calça de corte reto é muito versátil e ajuda a alongar o corpo e afinar a silhueta.

– A calça boca de sino fica melhor para as cheinhas mais altas, e ajuda a criar uma boa harmonia para o corpo. E pode combiná-la com blusas e camisas mais larguinhas, sem problemas.

– Já as calças com a barra ajustada podem ser combinadas com qualquer tipo de sapato. E também fica bem com camisas mais folgadas.

– Se for usar uma calça legging, combine-a sempre com peças mais compridas ou na linha do quadril. A sobreposição (uma blusa maior por baixo e uma menor por cima) também é indicado. A legging fica melhor quando usada com sapatos baixos como sapatilhas e oxford.

Evite: saltos muito finos.

Mais lidas