Coração dividido

Avalie
Coração dividido

Foto: Shutterstock / Getty Images

Não enrole!
Dois caras maravilhosos estão balançando seu coração, mas você já percebeu que não dá para levar uma vida dupla por muito tempo, não é? Então, não empurre a situação com a barriga, pois corre o risco deles perceberem a sua indecisão e você acabar sozinha.

Não será fogo de palha?
Saber qual dos pretendentes gosta mais de você e de qual você mais gosta já é um bom começo. Observe as atitudes e os sentimentos de cada um. Afinal, com amor de verdade, o relacionamento tem muito mais chances de dar certo.

Dê um tempo
Se a dúvida persistir, procure se afastar dos dois, ver a situação pelo lado de fora e pensar seriamente. Nessa hora, não se deixe levar só pelas sensações e pelos impulsos. A distância vai ser boa, também, para perceber de qual deles você sente mais falta.

Identifique o par perfeito
Por mais que os dois rapazes sejam interessantes, um deles deve combinar mais com seu jeito ou chegar bem perto do seu ideal de príncipe encantado. Ter afinidades, conseguir conversar e se divertir com ele, sentir segurança, paz de espírito e cumplicidade, além de uma boa química, são pistas que você pode seguir para chegar a uma conclusão.

Eleja prioridades
Ainda que tenha sintonia com cada um em vários aspectos, é preciso saber quais são mais importantes para você e qual gato atende melhor às suas expectativas. O que está buscando para sua vida agora: um amor estável ou uma paixão devastadora? Se, com um deles, você já tem um lance sério, reflita se não é mais interessante colocar um pouco de emoção nesse romance, em vez de jogar tudo para o alto.

Pense no futuro
Mesmo que não esteja sonhando com casamento, imagine com qual deles passaria o resto da sua vida. Este é um exercício que pode mostrar se você e o par estão caminhando na mesma direção.

Fortaleça a sua escolha
Se já elegeu o dono do seu coração, tire o outro da cabeça de uma vez, ok? Senão, sempre vai pintar a dúvida e não conseguirá se entregar por inteiro a esse amor.

Texto por: Aline Mendes

Mais lidas