Atitudes que devem ser evitadas ao discutir a relação

Avalie
O que deve ser evitado na hora de discutir a relação

Foto: Thinckstock/Getty Images

As famosas DRs estão presentes em quase todos os relacionamentos e é nesse momento que o casal acerta as diferenças existentes. Mas se os dois não estiverem dispostos a ouvir, esse momento pode gerar um grande mal estar.

A mediadora de conflitos Suely Buriasco ressalta que esse mal estar ocorre quando não há um entendimento entre o casal. ” É  importante se preparar para esse tipo de discussão, estando disposto a ouvir e entender o outro, além de expor seus sentimentos sem qualquer tipo de agressão. Quando há o entendimento, coloca-se um ponto final no que foi discutido e o mal estar não persiste”, afirma.

Atitudes que devem ser evitadas na hora da DR

– Não escolher um bom momento. Às vezes, há uma necessidade tão grande de expor o ponto de vista sobre determinado assunto ou situação, que esquece-se de escolher o melhor momento e lugar para isso. O ideal é começar a discutir a relação quando vocês estiverem sozinhos e tranquilos, pois isso vai ajudar, e muito, a resolver os problemas.

– Usar uma abordagem agressiva. “A maneira de falar tem grande efeito para a compreensão do outro. Se a pessoa for agressiva ao falar, ou receberá agressividade de volta, ou será ignorada”, alerta Suely. Então, tenha calma na hora de começar a falar para que seu par entenda o que você está tentando dizer.

– Não ser claro e objetivo. Antes de iniciar essa discussão, tenha em mente exatamente o que você quer e precisa dizer.

– Ser repetitivo. Por que repetir mil vezes a mesma coisa? Se você já falou tudo o que queria, dê um tempo para que o par assimile tudo o que você disse.

– Fazer cobranças e críticas. A ideia da DR é falar sobre seus sentimentos e ideias, sem empurrar a culpa para o parceiro. ” Se a pessoa cobra e critica, o outro não encontra receptividade para as mudanças que deseja na relação”, afirma a mediadora de conflitos.

– Falar e não ouvir. Para que o casal chegue a um acordo, é preciso que um fale, expondo seus pontos de vista, e o outro escute. Isso já demonstra que os dois estão dispostos a melhorar o relacionamento, o que é um grande passo para o entendimento.

Uma relação deve ser construída por meio de diálogo e disponibilidade das duas partes em fazer dar certo. Não transforme esse momento em um ringue de luta.

 

Consultoria: Suely Buriasco, educadora, mediadora de conflitos e autora dos livros “Uma Fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

 

Tags: ,

Mais lidas