Tudo sobre depilação: conheça o método ideal para você!

Avalie

Apesar de parecer simples, a depilação feminina é cheia de detalhes que fazem muita diferença. O principal deles é a forma como ela será feita, e qual material será utilizado no procedimento. Além de interferir no aspecto final, dependendo do tipo de depilação escolhida o tempo entre uma sessão e outra varia bastante.

Separamos os principais tipos de depilação que você encontra, e explicamos o que cada um traz de diferente. Assim, você pode escolher a técnica que mais combina com você, e deixa a pele preparada para curtir o verão.

Aparelho depilatório

Rápido, sem dor e sem fazer sujeira. O aparelho depilatório é uma ótima opção para a depilação em todas as partes do corpo e para todos os tipos de pele. Porém, é preciso desembolsar um pouco mais de dinheiro para comprar um aparelho desses, que podem chegar a custar de R$ 100, 00 até R$ 500,00. Funcionam à base de pilhas ou energia elétrica. Só tome cuidado para não levar nenhum choque.

Mulher, depiladora, depilação, pernas, spa, velas, flores

FOTO: Shutterstock

Cera quente

Há diferentes tipos de depilações feitas à base de cera quente. Entre elas, as mais famosas nos salões de estéticas são as roll-on, de algas e a egípcia.

Roll-on

Essa técnica tem melhor resultado nas pernas e coxas, e deixa a pele macia. Dificilmente haverá casos de pelo encravado com a cera roll-on, mas quem tem a pele muito sensível deve tomar muito cuidado com a temperatura.

Algas

Quem tem a pele muito sensível deve experimentar a cera de algas. Ela não agride a cútis, não causa alergia, e ainda proporciona a maior duração da depilação típica das técnicas que usam cera quente. Por ser mais delicada, ela não retira totalmente os pelos mais grossos.

Egípcia

Uma das mais procuradas nos salões, a cera egípcia dá certo em todos os tipos de pele, pois é a prática artesanal mais comum. Ela pode ser aplicada em todas as regiões que precisam de depilação, mas é a que dói mais.

Foto: Shutterstock

FOTO: Shutterstock

Cera fria

Para quem não gosta da cera quente, a cera fria é uma opção. Porém, ela é indicada para peles mais resistentes, pois como a força feita para retirar o pelo é maior, peles muito sensíveis sofrerão com essa técnica. O material é totalmente descartável. O ideal é que a cera fria seja utilizada apenas em regiões pequenas, como o buço, axilas e virilha.

Cremes depilatórios

Sem dor ou procedimento demorado, os cremes depilatórios são ótimas opções para retirar os pelos de regiões pequenas. Buço, axilas e virilha se dão muito bem com esse tipo de material. O problema, é que mesmo com os lugares menores e com pelos mais finos, a duração da depilação com creme não é muito longa. Na hora de aplicar o produto é importante seguir as recomendações da embalagem de forma correta.

Lâminas

Apesar de ser uma das técnicas de depilação mais comum, a lâmina não deve ser usada com frequência. Com certeza ela é o método mais barato, porém, é o que mais prejudica a pele. A lâmina não retira o pelo como nas outras depilações. Ela apenas corta o pelo, por isso, posteriormente, ele reaparece bem rápido. Além disso, com essa prática os pelos encravam facilmente. Utilize a lâmina somente em casos de emergência.

depilacao_laser_materia

FOTO: Shutterstock

Laser

A depilação à laser é indicada principalmente para quem tem algum problema dermatológico, como foliculite, e que está em tratamento. Quem quer passar um bom tempo sem se preocupar com depilação também pode escolher essa técnica, já que ela elimina os pelos em profundidade, o que faz com que eles demorem para crescer novamente. A parte ruim é que esse é o método mais caro, e são necessárias várias sessões para chegar ao resultado ideal. E é preciso cuidado redobrado com a exposição ao sol depois das sessões.

LEIA TAMBÉM

Texto: Soraia Alves.

Mais lidas